Secretarias e Órgãos

Telefones úteis

Redes Sociais

Página Inicial Sala de Imprensa Notícias Notícias Gerais Governo do Ceará assina termo para requalificação do Distrito Industrial do Cariri
voltar imprimir
Aumentar texto Diminuir texto
Governo do Ceará assina termo para requalificação do Distrito Industrial do Cariri
Sex, 23 de Fevereiro de 2018 17:51

66d99655-057b-4869-bff3-7ebaa752b9fcO Governo do Ceará, por meio da Secretaria do Desenvolvimento Econômico do Estado do Ceará (SDE), assinou, nesta sexta-feira (23), durante a abertura do Fórum de Oportunidades e Promoção da Cultura Exportadora no Cariri, no Centro de Convenções do Cariri, no Crato (CE), o Termo de Requalificação do Distrito Industrial do Cariri. O ministro Interino da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Jorge de Lima, encerrou o evento.

Com a assinatura, o distrito industrial da região vai passar por estudo de requalificação urbanística para adequação para uso múltiplo, agrupando outras atividades de pequeno porte, de serviços, equipamentos públicos. O consórcio contemplado vai elaborar o plano diretor da área, com investimentos do Governo do Ceará no valor de R$ 1,33 milhão. Em um segundo momento, será realizado um estudo sobre as novas vocações empresariais para a área.

De acordo com o secretário do Desenvolvimento Econômico do Estado do Ceará, Cesar Ribeiro, a requalificação do Distrito Industrial do Cariri, autorizada com recursos do MAPP pelo governador Camilo Santana, vai incentivar cada vez mais o desenvolvimento da indústria, comércio e serviços da Região do Cariri. O Distrito Industrial é localizado estrategicamente entre as cidades do Crato, Juazeiro e Barbalha.

Realizado pelo Governo do Ceará, por meio da Secretaria do Desenvolvimento Econômico (SDE), e pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) e sua Secretaria-Executiva do Conselho Nacional das Zonas de Processamento de Exportação (CZPE), o Fórum de Oportunidades e Promoção da Cultura Exportadora no Cariri, apresenta discussões acerca de importância do comércio exterior para a competitividade das empresas e também apresenta a estrutura do Governo do Ceará e do Governo Federal para dar suporte aos interessados em fazer comércio exterior.

“A intenção é trazer as oportunidades, a cultura exportadora, os caminhos de acesso ao mercado internacional. O governador Camilo Santana tem feito um trabalho muito grande em abrir o Ceará para o mundo, através dos hubs de conexão aérea, marítima e telecomunicações. E o que a gente tem que fazer agora é fortalecer a indústria local fazendo com que todos esses projetos gerem oportunidades de negócios no interior do Estado, principalmente a região do Cariri que é tão importante pro estado do Ceará”, disse disse Cesar Ribeiro, titular da SDE.

Órgãos como o MDIC; a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil); o Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP), com o Porto do Pecém e a Zona de Processamento de Exportação do Ceará (ZPE Ceará) apresentaram suas estruturas e soluções que visam estimular a exportação.

Papel da ZPE

O ministro Interino da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Jorge de Lima, destacou o papel das Zonas de Processamento de Exportação (ZPE) no incentivo às exportações e o recorde nas exportações cearenses no ano de 2017.

“As ZPEs oferecem áreas com segurança jurídica, incentivos tributários e procedimentos burocráticos simplificados. Hoje no Brasil temos 26 unidades autorizadas, das quais 19 encontram-se em efetivo processo de implantação, em 17 estados. A ZPE do Pecém se destaca como um exemplo concreto de sucesso deste regime e, segundo o Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará, em 2017 as exportações do estado cresceram 62,5% em relação ao ano anterior”, disse o ministro Marcos Jorge.

Exportações cearenses

Pela primeira na história, o Ceará vez superou em US$ 2 bilhões em exportações, atingindo a marca de 2,1 bilhões de dólares em 2017. Em relação ao ano de 2016, representa crescimento de 62,5%. Nesse resultado, o destaque foi para o setor Indústria. Em 2017, a exportação de produtos industrializados cresceu 83%.Os principais produtos exportados foram: ferro fundido e aço, calçados, frutas, peles e couros, sucos de fruta e combustíveis.

Paola Vasconcelos - Assessoria de Comunicação da SDE
Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.
(85)3444.2907 / (85)98439.6457

 

 

Calendário

Junho 2018
D 2a 3a 4a 5a 6a S
27 28 29 30 31 1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30