PortugueseEnglishSpanish
PortugueseEnglishSpanish

Governo do Ceará e startups cearenses têm momentos de destaque no último dia de Web Summit 2022

4 de novembro de 2022 - 16:17 # # #

O Estado do Ceará protagonizou um momento de explanação para potenciais investidores na manhã desta sexta-feira (04), no Web Summit 2022. O maior evento de tecnologia e inovação do mundo acontece de 1 a 4 de novembro, em Lisboa, Portugal. No espaço Masterclass, os presentes ouviram sobre as vantagens de investir no território cearense, como transparência, bons índices na área da educação, investimentos públicos, balança fiscal equilibrada, localização privilegiada, entre outras.

Realizaram a apresentação o secretário executivo de Comércio, Serviços e Inovação da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho (Sedet), Julio Cavalcante, e o diretor de Suporte a Negócios da Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará (Adece), Joaquim Perucio.

“Tivemos a oportunidade de apresentar a política de desenvolvimento econômico e social do Estado e suas estratégias em cima da economia do conhecimento. Mostramos ao público a Agência de Desenvolvimento do Ceará (Adece) e suas possibilidades de apoio com questões relativas ao suporte a investidores que vêm ao Ceará. No stand da ApexBrasil tivemos a oportunidade de fazer uma apresentação mais focada nos clusters de desenvolvimento regional e inovação e também de apresentar as startups que vieram para o evento com o apoio da Adece, Sebrae e Apex para falar sobre suas soluções desenvolvidas”, explica o representante da Sedet.

Vitrine para startups cearenses

Durante o turno da tarde, no Pavilhão Brasil, cinco startups cearenses fizeram um pitch no palco. As apresentações foram iniciadas pelo secretário Júlio Cavalcante e pelo presidente da Adece, Francisco Rabelo, que explanaram sobre o ecossistema de inovação do Ceará no espaço. As startups IDSoft Solar, Gnomon, Pesse e Ortusolis são participantes do Programa Clusters de Inovação, da Sedet, Adece, Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior (Secitece) e Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcap). A também cearense Ted Studio conta com apoio do Sebrae. As apresentações contaram com abertura realizada pela Sedet e Adece.

“A participação das startups cearenses no evento com o nosso apoio é uma continuidade e uma concretização dos esforços para o amadurecimento do ecossistema de inovação cearense. Faz parte de um esforço dos vários atores do setor para que o Ceará seja dotado de uma ambiência favorável. Além de apoiar programas como o Clusters de Inovação, a Adece estuda novas maneiras e apoiar o setor, como linhas de crédito e estruturação de fundos. É uma das razões de termos outras parcerias para fortalecer esse setor. Tanto via crédito, quanto fundos de investimento e joint ventures”, adianta o presidente da Adece, Francisco Rabelo.

Conforme o secretário Julio, a apresentação no stand do Brasil foi focada no programa do Clusters de Desenvolvimento Regional e Inovação e teve o objetivo de dar visibilidade às as startups que desenvolveram soluções para os problemas foram identificados em diversas regiões do Ceará.

“Nós apresentamos a região do Sertão de Sobral, com uma solução na área de energias renováveis, a energia solar. Apresentamos também outra startup que trabalha soluções na área de logística no Pecém. E uma terceira, de economia da saúde, a Ortusolis, que apresentou solução para o problema relacionado a ambientes de exteriorização. Tivemos ainda a participação de uma outra startup que já estava em Portugal. A Gnomon também do Programa Clusters, atua na área de turismo. É uma oportunidade onde temos os depoimentos dos jovens empreendedores sobre os resultados e contatos que eles já tiveram, completa.