PortugueseEnglishSpanish
PortugueseEnglishSpanish

Ceará Credi: Governo do Ceará lança nova linha de crédito para microempresas

17 de novembro de 2022 - 16:00 # # # #

O Governo do Ceará inicia, a partir desta quarta-feira (16), um novo braço de acesso ao crédito orientado para microempresas do Estado. O Programa de Microcrédito Produtivo – Ceará Credi dá início a operacionalização de uma nova linha de crédito voltada para microempresas com faturamento anual de até R$ 360 mil. Poderão acessar o crédito, negócios enquadrados nas categorias de arranjos produtivos locais (APL) mapeados pela Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará (Adece), startups, inovação tecnológica e negócios de impacto. A nova linha denominada Ceará Credi-Microempresa tem o objetivo de viabilizar de forma acessível e inclusiva crédito para capital de giro, investimento fixo e investimento misto para as microempresas.

“O nosso intuito é viabilizar crédito para aqueles que têm dificuldade de acessar o sistema financeiro tradicional e que precisam de capital para iniciar ou fortalecer seus negócios. Esse é o principal papel do Ceará Credi, que se tornou uma política de Estado voltada para inclusão produtiva e ampliação de oportunidades de trabalho e renda pelo fortalecimento dos micros e pequenos negócios locais”, explica o presidente da Adece, responsável pela operacionalização do Ceará Credi, Francisco Rabelo.

As microempresas interessadas em aderir a nova modalidade de crédito podem se cadastras por meio da plataforma do programa: www.cearacredi.ce.gov.br. Após o cadastro, as solicitações seguem para entrevista e visita do agente de crédito, análise da proposta e, posteriormente, para a contratação e liberação dos financiamentos. Os valores a serem financiados serão analisados caso a caso, levando em consideração a finalidade do crédito, o plano de aplicação dos recursos e a capacidade de pagamento das microempresas. Os valores máximos de financiamento serão de até R$ 15 mil para capital de giro e de até R$ 21 mil para investimentos fixo ou misto. A nova linha terá juros de 1,5% ao mês, prazo de até dois anos, com carência de até 4 meses.

“Este é mais um passo que damos para expandir o alcance do Ceará Credi no Estado. Desta vez com duas estratégias: financiando microempresas formais que se localizem e exerçam atividades vocacionadas em mais de 100 arranjos produtivos ou aglomerações no interior do Estado, estimulando a inovação tecnológica, por meio do financiamento de microempresas de qualquer setor de atividade que queiram investir em inovação, startups e negócios de impacto”, explica a diretora de Economia Popular e Solidária da Adece, Silvana Parente.

Perfil das novas categorias

Poderão acessar a nova linha de crédito do Programa, microempresas inseridas nas categorias:

APL e Aglomeração Produtiva: aglomeração de empresas e empreendimento localizados em um mesmo território ou região, que apresentem especialização produtiva, algum tipo de governança e mantenham vínculos de articulação, interação, cooperação e aprendizagem entre si e com outros atores locais, tais como: governo, associações de produtores, instituições, ensino e pesquisa, organizações sociais. A Adece possui uma lista com mais de 100 APLs.

Inovação e Tecnologia: iniciativas que propiciem a introdução no mercado de produtos ou serviços, processos, métodos ou sistemas não existentes anteriormente ou com alguma característica nova e diferente da até então em vigor, seja na empresa ou no mercado, que tragam impactos positivos nos resultados das empresas.

Start-up: empresas nascentes de base tecnológica cuja estratégia empresarial e de negócios é sustentada pela inovação e cuja base técnica de produção está sujeita a mudanças frequentes, advindas da concorrência centrada em esforços continuados de pesquisa e desenvolvimento tecnológico.

Negócio de impacto: aqueles que tem como atividade central a solução de problemas reais com a intenção de causar impactos positivos nas questões sociais e ambientais da comunidade e, com isso, gerar valor compartilhado. Atuam na solução de mazelas sociais, criando produtos e serviços ou formas de operação inovadores, não tendo apenas o lucro como propósito e monitorando seus resultados.

O Ceará Credi

O Ceará Credi é um programa desenvolvido pela Adece, em parceria com Instituto E-Dinheiro e Instituto de Desenvolvimento do Trabalho (IDT). Até o início deste mês de novembro, o Programa já viabilizou o empréstimo de mais de R$ 110 milhões para quase 44 mil microempreendedores cearenses.

A Adece realizou, no início deste ano, um chamamento público de prefeituras para a ampliação dos postos de atendimento do Ceará Credi no interior do Estado. Ao todo, 80 municípios aderiram à parceria e iniciaram o atendimento de micro e pequenos empreendedores interessados em acessar ao Ceará Credi.

Em operação no Estado desde junho de 2021, o Programa também disponibiliza plataforma virtual de capacitação empreendedora e educação financeira para seus clientes em cursos como: Ajudando Você a Pensar no Seu Negócio, Prepare-se Para Conseguir Crédito, Marketing digital, Formalização e Como Cuidar do Dinheiro do Seu Negócio.