PortugueseEnglishSpanish
PortugueseEnglishSpanish

Ceará fortalece parceria com Banco Europeu para fomento de projeto voltado à transição energética justa e inclusiva

20 de novembro de 2022 - 13:15 # # # # # #

O Governo do Ceará tem realizado diversas ações para fortalecer o projeto de transição energética justa e inclusiva. Durante a COP-27, o Estado consolidou o canal de diálogo com o Banco Europeu de Investimentos (BEI). O objetivo é atrair recursos para o desenvolvimento de ações locais, principalmente os mais vulneráveis, marca da COP 27.

O secretário Executivo de Regionalização e Modernização da Casa Civil, Célio Fernando, esteve reunido com a Head of Division, América Latina e Caribe do BEI, Kristin Lang, nesta terça-feira (15), com o intuito de definir os próximos passos do projeto.

“O nosso objetivo é firmar parcerias que possam viabilizar recursos para projetos ligados à transição energética justa e inclusiva  no Estado, como é o caso do programa Renda do Sol. Acreditamos que a atração de novos investimentos, além de fortalecer programas que atrelam o social com o ambiental, podem reduzir hiatos ligados a extrema pobreza no Ceará”, explica Célio.

O programa Renda do Sol é uma iniciativa do Governo do Ceará que visa contribuir com a redução da pobreza por meio da geração de renda pela microgeração distribuída de energia solar, organizadas de modo a pautar um modelo de desenvolvimento sustentável ditado pelas vocações do Estado.

De acordo com Célio, orientado pela governadora Izolda Cela, em comum acordo com o secretário Maia Júnior e o presidente da Agência de Desenvolvimento do Ceará (Adece) deverá fazer parte da parceria como um agente executor na concessão de crédito para pessoas físicas dentro do projeto Renda do Sol. “O presidente (da Adece) Francisco Rabelo já havia iniciado tratativas com o BEI. Em dezembro teremos um encontro de avaliação e queremos alinhar com eles a consolidação das propostas para, posteriormente, viabilizarmos uma nova linha de crédito voltada para o programa”, complementa Célio.

Parceria com o BEI

No início deste mês, o presidente da Adece, Francisco Rabelo, participou de um encontro com o vice-presidente do BEI, Ricardo Mourinho, em Portugal. Na ocasião, os dois discutiram sobre a viabilidade de uma parceria para o aporte de recursos para projetos desenvolvidos pelo governo cearense, entre eles, o Programa de Microcrédito Produtivo – Ceará Credi.

“Quando se está falando de um banco europeu de investimentos, é um banco que tem a mesma missão que a nossa, de fomentar, de apoiar as instituições. Eles têm uma visão larga e podem estar ajudando com parcerias. A ideia é colocarmos a Adece junto com esses novos parceiros que têm o desejo de melhorar a sociedade, além dos negócios para as instituições”, comenta Rabelo.

Para o presidente da Adece, a parceria com o BEI pode ser um importante passo no incentivo a programas que já são realizados no Estado, assim como uma ação propulsora para o fomento e criação de novos projetos.

“O acordo com o BEI também faz parte de uma estratégia da Adece de utilizar o mercado internacional, os parceiros internacionais, os bancos multilaterais em todos os projetos de desenvolvimento do Estado que necessitam de recursos. A parceria com o BEI é uma ótima oportunidade de concretizar essas primeiras ações”, conclui Rabelo.