Pecém terá nova correia transportadora

5 de setembro de 2012 - 18:07

O Terminal Portuário do Pecém ganhará mais infraestrutura para a movimentação de suas cargas. A Secretaria da infraestrutura do Estado (Seinfra) realiza nesta quinta-feuira (6) a licitação para execução, fornecimento e a instalação de uma correia transportadora de minérios. O equipamento partirá do berço externo do Terminal de Granéis Sólidos do porto (TSID) até o local onde as empresas que utilizarão o insumo farão o transporte até seus pátios de matérias-primas na área do Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP) no município de São Gonçalo do amarante. O equipamento deverá ter capacidade nominal de 2.400 toneladas /hora e o preço de referência, isto é, o menor preço a ser apresentado pelas concorrentes, deverá ser de até R$ 212,6 milhões a serem pagos com recursos do Governo do Estado.

A empresa vencedora, ou consórcio, deverá fornecer além da correia, as obras civis, o sistema elétrico, o sistema de automação, de controle auxiliares e fazer todo o acompanhamento dos testes de funcionamento, entre outros serviços. Os trabalhos deverão estar concluídos num prazo de 30 meses a partir da assinatura do contrato de execução do serviço.

O terminal entregou no ano passado sua primeira correia transportadora, voltada para o transporte de carvão. O transportadora parte do Píer 1 do terminal para os pátios da Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP), totalizadno 6,1 km de extensão. O investimento do Governo do Estado na aquisição e montagem do equipamento foi R$ 148,3 milhões e que tornaram o Porto do Pecém um dos portos do país mais bem aparelhados para esse tipo de operação. A correia transportadora permite que o minério seja retirado do navio mediante a utilização de um descarregador e conduzido até o pátio de estocagem das empresas que utilizarão esse tipo de insumo, com segurança e sem riscos ao meio ambiente. Além do carvão a correia também poderá trabalhar no transporte de insumos como coque de petróleo, clinquer e escória para a indústria cimenteira. A capacidade nominal de transporte de carvão mineral do equipamento será de 2.400 toneladas por hora.

As correias transportadoras fazem parte dos investimentos do Governo Estadual na infraestrutura portuária do Pecém de forma a melhorar a logística de transporte e elevar a competitividade econômica do Estado. Dentro desta proposta foram feitas obras importantes como a ampliação do terminal portuário com a implantação do Terminal de Múltiplas Utilidades (TMUT), a instalação de um descarregador de carvão mineral, cujo investimento atinge R$ 22 milhões e uma nova expansão do TMUT.

Serviço

-A apresentação dos dcumentos de habilitação e propostas omerciaisdeverão ser apresentados em reunião no dia 6 às 16h30 na Comissão Central de Concorrências, na procuradoria Geral do Estado (PGE).